quinta-feira, 29 de março de 2012

História de Morro do Pilar - MG


O arraial que deu origem à cidade surgiu no alto de um morro, onde o bandeirante paulista Gaspar Soares encontrou ouro, em 1701. Ali, construiu uma capela dedicada à Nossa Senhora do Pilar. Há registros de um desmoronamento em 1743, que teria matado 18 escravos e interrompido as atividades mineradoras.
Formada a povoação, com o nome original de Morro de Gaspar Soares, erigiu-se a primitiva capela, mais tarde substituída por um segundo templo que recebeu a bênção, por provisão em 1789. O arraial primitivo foi transferido para um plano mais baixo da colina, situando-se nos contrafortes da serra do Espinhaço. A mineração do ouro, fator de origem e desenvolvimento do arraial, já estaria praticamente abandonada em princípios do século XIX, não mais prevalecendo como exploração regular de significado econômico, conforme Valmar Coelho. 

Juquinha da serra

Igreja do Canga

Rua Antonio Bento Silva



     Em 1809, após autorização de D. João VI, que chegara ao Brasil fugindo de Napoleão, o Intendente do Distrito Diamantino, Manuel Ferreira da Câmara Bitencourt e Sá, deu início à primeira fábrica de ferro gusa do Brasil - a Real Fábrica de Ferro de Morro do Pilar - que em 1814 consegue fazer a primeira corrida de ferro no alto forno. A pioneira fábrica funcionou, em regime de produção mais ou menos regular, de 1814 até cerca de 1830, época em que encerrou suas atividades, de acordo com Carneiro de Mendonça em seu livro "O Intendente Câmara". As remanescentes ruínas da Real Fábrica de Ferro ainda documentam de modo expressivo o passado arrojado de industrialização. Esta iniciativa marcaria o empreendimento siderúrgico em terras mineiras, que teria apenas em 1921, com a fundação da Cia. Siderúrgica Belgo Mineira, a sua maior expressão.

O arraial pertenceu ao município do Serro até 1842, quando, com a emancipação de Conceição (do Mato Dentro), passou a ser distrito deste novo município. Tornou-se município autônomo em 1953, passando a se chamar de Morro do Pilar.

Hino de Morro do Pilar - MG

Letra: Corina Augusta de Oliveira
Música: José Augusto do Nascimento



Repousa numa colina
Pitoresca e pequenina
Modesta flor da campina
Minha terra abençoada.
É uma cidade singela
Muito calma, muito bela
No fundo verde da tela
Por mão divina esboçada.
Em baixo, no vale ameno
Com seu marulhar sereno
Um riozinho pequeno
É uma fita de prata.
Aos raios do sol fulgindo
Por entre os seixos seguindo
E nas águas refletindo
A silhueta da mata.
O meigo Jesus menino
Quis confiar o destino
Desse rincão pequenino
À Senhora do Pilar.
Já nasceu predestinada
Minha terra bem amada
A mãe de Deus consagrada
Inspiração singular.
É bonita a minha terra!
E quanta doçura encerra!
Quando a lua lá na serra
Aparece cintilar.
E vai subindo elegante
Lá no horizonte distante
Majestosa e fulgurante
Minha cidade a iluminar.
Montanhosa e altaneira
Com seu mundo de Palmeira
Pindorama é verdadeira
A minha terra natal.
E quando a brisa cicia
Que suave melodia
Na folha verde e macia
Do seu lindo Palmeiral.
De Minas é macro imponente
Ao recordar o Intendente
Destemido e prepotente
O ferro aqui a explorar.
Hospitaleira e bonita
De Gaspar, terra bendita
Ao bem tem nome incita
Caro Morro Pilar.

Informações básicas de Morro do Pilar


População
3.399  habitantes aproximadamente

Área
477,548 km²

DDD

31

Emancipação do município

12 de dezembro de 1953

Feriados Municipais

12 de outubro – padroeira da cidade

Padroeiro

Nossa Senhora do Pilar

Data de comemoração
12 de outubro

Adjetivo pátrio
Morrense
Municípios limítrofes
  • Conceição do Mato Dentro
  • Santana do Riacho
  • Itambé do Mato Dentro
  • São Sebastião do Rio Preto
  • Santo Antônio do Rio Abaixo
  • Carmésia
Mesorregião
Central

Temperatura

Média anual: 20,8ºC
Média máxima anual: 28,1ºC
Média mínima anual: 14,9ºC

Estação Seca
Abril a outubro
Estação chuvosa
Novembro a Março

Relevo
Altitude máxima: 1.541 m - Serra do Espinhaço
Altitude mínima: 632 m - Foz do Córrego Paciência
Altitude da sede:
622,36 m

Topografia
Plano: 5%
Ondulado: 60%
Montanhoso: 35%

Hidrografia
RiosPicão
Preto


Bacia
Bacia do Rio Doce

Vegetação
Possui uma vasta biodiversidade, tendo como característica a mata Atlântica e o Cerrado e o seu meio ambiente natural se encontra em ótimo estado de preservação.

Principais Atividades Econômicas
- Agropecuário
- Extração vegetal
- Pesca
- Industrial
- Comércio de Mercadorias
- Serviços